Edson Milton Ribeiro Paes.
"Eterno Aprendiz"
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Textos


“QUESTÃO DE PRINCIPIOS”
 
Eu na terceira idade me levanto em lugares públicos para ceder lugar a Mulheres e ou pessoas mais velhas ou com dificuldades.
Conservo grande parte do que meus pais me ensinaram. E a minha indignação é testada toda noite quando assisto a tele jornais. Explicitamente o nosso Presidente esta pagando com o nosso dinheiro o silencio de seus possíveis acusadores. Isso por si só é uma grande vergonha. No meu portfolio de coisas permissivas e possíveis já não existe lugar para tanta falta de ética e moral. Eu sofro por tudo que acontece em nossa sociedade. O respeito aos mais velhos não mais existe. O roubo indiscriminado passou a ser pratica comum. Os exemplos vem
de cima, de nossos lideres que a mais de 30 anos só fazem saquear a Nação. E a nossa Policia que é o Exercito, Repousa em berço esplendido com as bundas gordas de tanto não fazer nada. Ouvi do neto de um General e filho de um Tenente Coronel. Eu não vou servir o Exercito. Meu avô e meu pai estão querendo me matar por eu não querer seguir a carreira deles. Mas que carreira? Nunca fizeram nada de útil, a família da minha Mãe todos trabalham e produzem algo, acho mais digno.
Meu pai acorda cedo, o motorista vem buscar, ele nem toma café em casa, toma na Companhia que tem um café completo, ou seja as custas do Povo. Depois do café vai para física, natação e ai chega a hora do almoço. Banquete, depois o descanso que se diz merecido e a tarde joga xadrez e mexe no computador por alguns minutos e o Jeep apita é hora de voltar para casa. Meus dois tios e minha Mãe trabalham de verdade, criam estratégias de venda, se aprimoram nas compras e sempre estão criando algo na loja de ferramentas que herdaram do Pais e aumentaram significativamente, inclusive com duas filiais. Isso é trabalhar de verdade. Agora duas gerações, meu avô que eu amo e meu Pai, nunca fizeram absolutamente nada segundo eles. Nunca deram um tiro em combate, nunca defenderam a Nação em nenhum momento. Meu Pai vai reformar em 2025 e diz que vai começar a trabalhar pois nunca trabalhou. Eu quero para minha vida algo mais digno, algo mais produtivo e desafiante.
Depois de ouvir este relato eu passei a acreditar em um Brasil mais limpo. É claro que não são todos, as exceções existem em todos os lugares. Mas no nosso Judiciário os bodes velhos estão enlameando a casa que deveria ser da Justiça deste País.
E os mais novos estão fazendo Justiça de verdade. A minha geração apodreceu. Pessoas dos anos 50/60 tendem a ser mais desonestas. E pessoas dos anos 70/80/90 tem algo de novo.
Reconheço que sou uma exceção com a minha idade. Mas como disse anteriormente existem exceções.
 
 

 
EDSON MILTON RIBEIRO PAES
Enviado por EDSON MILTON RIBEIRO PAES em 18/04/2018
Alterado em 18/04/2018

Música: 20 - Chega! Que mundo é esse - Gabriel Pensador

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (EDSON MILTON RIBEIRO PAES). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários