Edson Milton Ribeiro Paes.
"Eterno Aprendiz"
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
LinksLinks
Textos


“CARTA DE ALFORRIA”
 
 
Quais os crimes que poderia eu ter cometido...
Para merecer tanta descriminação...
Nasci da cor do ébano...
E por causa disso não mereço seu perdão¿
 
Minha alma nasceu livre...
Assim como nasce todos os pássaros...
Sou caçado como se tivesse cometido um crime...
Estão sempre diminuindo meu espaço!!!
 
Estou preso dentro da minha cor...
Sem nunca ter feito mal a alguém...
Meu peito embora guarde algum rancor...
Mas eu não odeio ninguém!!!
 
Liberte a mim e aos meus iguais...
Para que possamos caminhar sozinhos...
Às vezes somos tratados como animais...
Não merecemos tantos desatinos!!!
 
Nossa alma é livre...
E como tal desejamos viver...
Nós é que somos vitimas de um crime...
Será que um dia vocês vão entender!!!
 
Precisamos ser tratados como normais...
Pois é isso que somos...
Chega de descriminações cruéis...
Somos vitimas, somos humanos!!!
 
Viver é algo mais que respirar...
É a dignidade poder exercer...
Andar, falar, estudar e trabalhar...
Sem ter quem venha nos ofender!!!
 
Sou negro sim Senhor...
E disso tenho muito orgulho...
No meu peito tem muito amor...
Preciso viver o meu futuro!!!
 
Vamos nos dar as mãos e sonhar...
Para que possamos projetar dias perfeitos...
Brancos e Negros sem se descriminar...
O mundo será refeito!!!
 
 
EDSON MILTON RIBEIRO PAES
Enviado por EDSON MILTON RIBEIRO PAES em 25/09/2017
Alterado em 25/09/2017

Música: VIDA DE NEGRO É DIFICIL - Dorival Caymi

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (EDSON MILTON RIBEIRO PAES). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários